Abdominoplastia

3431.jpg

Qual é o tipo de anestesia? Quanto tempo ficarei internada?


Na maioria das vezes é feita a anestesia peridural com sedação, mas dependendo do caso, da avaliação do anestesista e se houver outra cirurgia associada pode-se optar pela anestesia geral também. O tempo de internação é de 24 horas na maioria dos casos.




As cicatrizes são visíveis? E onde se localizam?


Fazemos de tudo para esconder ao máximo a cicatriz, fazendo com que ela fique o mais baixo possível, de modo que a calcinha ou biquini a cubram.
Em uma abdominoplastia clássica, a cicatriz quase sempre tem um comprimento considerável, por mais que fique escondida e clara, a cicatriz é longa, pois é necessário retirar grande excesso de pele. Na imagem abaixo, os 3 tipos básicos de abdominoplastia. As linhas tracejadas são as incisões e as áreas sombreadas a quantidade de pele que é retirada. Na mini-abdominoplastia, há pouca pele em excesso, por isso a cicatriz fica pequena, mas essa opção é feita na minoria dos casos. Só há boa melhora na região abaixo do umbigo. Se houver flacidez também acima do umbigo, esta técnica não é a mais adequada. Já a técnica com a cicatriz dupla é bastante comum. É feita em pacientes que tem flacidez de pele razoável, que não são candidatos para a mini-abdominoplastia. O que acontece aqui é que a flacidez não é suficientemente grande para que o umbigo chegue até a cicatriz da cirurgia, ficando no meio do caminho. Esse umbigo é retirado e vira uma pequena incisão vertical, que pode não ficar escondida na calcinha. Mesmo em casos onde há pouquíssima pele para retirar, a cicatriz tem o o dobro do tamanho de uma cesariana por exemplo.




O pós-operatório é doloroso?


A maioria das pacientes refere dor moderada, principlamente na 1ª semana de cirurgia. O que define a intensidade da dor é a extensão da lipoaspiração, quanto mais gordura é aspirada, maior a tendência ao edema, manchas roxas e dolorimento. Geralmente incomoda mais quando a paciente se movimenta, quando está parada não incomoda tanto. Mesmo assim é fundamental que a paciente se movimente o tempo todo para evitar complicações no pós-operatório. Na 2ª semana, a dor já é bem mais leve.




Como são os curativos?


Os curativos são trocados uma vez por dia. Na 1ª semana se usa uma pomada antibiótica, cobrindo com gazes. Após o 1º retorno, a pomada e as gazes são substituídos por uma fita microporada que é colada diretamente na cicatriz e é trocada somente uma vez por semana. A cinta modeladora é importante e é usada durante 60 dias, retirando-se apenas para tomar banho. cinta abdominoplastia




Com quanto tempo posso tomar sol?


Tomar Sol mesmo somente após 90 dias se não tiver mais manchas na pele. Mesmo após os 90 dias, usar protetor solar quando for tomar sol, repassando de hora em hora.




Quanto tempo terei que ficar de repouso?


O ideal é que fique em casa por 2 semanas, saindo somente para os retornos no consultório. Dentro de casa, deve se manter ativa, caminhando sempre. Após 2 semanas, pode sair para passeios rápidos na rua, sempre evitando sol e calor.




Quais são as principais complicações?


As compliação mais comuns são o hematoma e o seromas recorrente. O hematoma, se for muito grande, pode exigir drenagem na sala de cirurgia, mas essa situação é muito rara. Geralmente são pequenos ou moderados, sendo absorvidos gradualmente. Os seromas são líquidos que se acumulam entre a musculatura e a pele e precisam ser drenados nos retornos no consultório para que não atrapalhem a boa aderência da pele e a cicatrização. São mais comuns em pacientes que fazem grandes lipoaspirações. De modo geral, não duram mais do que 30 dias, mas já houve casos que duraram 3 meses. A fibrose é outra complicação que pode aparecer, principalmente devido ao uso incorreto da cinta. Costumamos usar esponjas por baixo da cinta para evitar que ela marque a pele e faça fibroses. A necrose de pele é uma complicação mais rara e é mais comum em pacientes fumantes ou que tenham cicatrizes de outras cirurgias no abdome, como a cicatriz de colecistectomia (vesícula biliar). A trombose venosa é uma intercorrência temida e para evitá-la recomendamos que a paciente tome bastante líquido, se movimente a cada 30 minutos e mantenha as pernas elevadas quando sentada. Além disso, outros cuidados como usar meia elástica, evitar que a cirurgia dure mais do que 5 a 6 horas e o uso de meias pneumáticas durante a cirurgia e no quarto ajudam a afastar essa complicação.




Fica muito inchado após a cirurgia?


O edema intenso é comum, principalmente quando há muita lipoaspiração. Durante a 1ª semana abdome incha bastante ao ponto da paciente não conseguir usar a cinta modeladora às vezes, pois fica muito apertado. No 7º dia de pós-operatório, o peso pode ser maior que antes da cirurgia. As drenagens linfáticas devem ser iniciadas no 2º ou 3º dia após a cirurgia e na 2ª semana começa a sair o edema mais rapidamente. O resultado começa a aparecer em torno de 30 dias e vai evoluindo gradualmente. O resultado final aparece com 6 a 8 meses.




Quanto tempo dura o resultado obtido?


O processo de envelhecimento está em constante evolução, mas se a paciente se cuidar com exercícios físicos e principalemente não variar muito o peso, evitando o efeito sanfona, a cirurgia pode durar 20-25 anos.




Quando poderei retornar às atividades físicas?


Com 30 dias, podem ser feitas atividades leves como caminhadas. Após 60 dias, já pode fazer exercícios mais intensos, musculação, mas sempre de forma comedida e gradual, conforme seu corpo for reagindo bem.




Nessa cirurgia tem pontos? Precisam ser retirados?


Sim, tem alguns poucos pontos. São retirados entre 7 a 14 dias.




Vou ficar com a cintura fina?


A cintura depende bastante da estrutura óssea de cada paciente. Se quando mais jovem havia uma cintura bem definida, a tendência é que com a cirurgia a cintura melhore muito, ficando bem próximo do que era. Em pessoas que possuem formato do tronco mais quadrado, se consegue definir um pouco a cintura, mas dificilmente ficará muito fina.




Posso tomar banho quente?


O ideal é tomar banho com água morna ou fria. Água muito quente pode aumentar o sangramento, causando hematomas e edema.




As estrias irão sair?


Na abdominoplastia, removemos o excedente de pele que se encontra abaixo do umbigo. As estrias que estiverem nessa localização serão retiradas. As acima do umbigo ou mais nas regiões laterais e dorso permanecerão.




Se eu tiver filhos no futuro, poderei ficar com flacidez novamente?


Dificilmente o abdome volta completamente. Isso vai depender bastante da quantidade de peso que ganhar durante a gravidez. O que é geralmente recomendando pelos Obstetras é que a mulher ganhe de 1 a 1,5 Kg por mês de gestação, mais do que isso ocorre uma distensão muito grande da pele abdominal e após o parto, fica difícil da pelçe retornar, resultando em flacidez. Mas há casos onde ocorre grande ganho de peso e o abdome volta ao normal e outros onde o ganho é pouco e mesmo assim há alguma flacidez.




O que é diástase abdominal?


A diástase abdominal é o afastamento dos músculos abdominais e do tecido conjuntivo que geralmente acontece durante a gravidez, sendo uma das causas de flacidez abdominal e "estômago alto". diástase abdominal Durante a cirurgia é feita a correção com uma sutura que junta a musculatura no meio novamente. Mas isso não é garantia de que o abdome vai ficar reto, batido. O mais importante para isso é a força da musculatura, se o abdome não for trabalhado com exercícios, ele não vai ficar absolutamente reto.