Ginecomastia

Qual é o tipo de anestesia? Quanto tempo ficarei internado?


A técnica anestésica de escolha é a anestesia geral na maiorida das vezes. Utilizamos anestesia local com sedação apenas nos casos leves, que não tenham excesso de pele. O tempo de internação é de 24 horas.




As cicatrizes são visíveis? E onde se localizam?


A posição das incisões e o tamanho delas irá depender do grau da ginecomastia. Casos grau 1 onde há aumento de gordura apenas podem ser resolvidos apenas com a lipoaspiração. Assim as incisões são mínimas na lateral do peito. Nos grau 2 também pode ser possível somente a lipoaspiração, mas é comum a necessidade de retirar um excesso de glândula mamária, fazendo com que tenhamos que fazer uma incisão em U periareolar. Nos graus 3 e 4 há também flacidez de pele. Sempre fazemos a lipoaspiração antes e sempre há uma incisão, que pode variar da incisão em U, incisão em volta de toda aréola ou a alargada para as laterais. Quanto maior o excesso de pele, maior será a incisão.




O pós-operatório é doloroso?


Nas primeiras 24 a 48 horas, a maioria das pacientes descreve um dolorimento tipo ardência, mas que é bem tolerável com uso de analgésicos comuns, após 3 a 4 dias a dor é muito leve ou até mesmo inexistente, o que por um lado é ótimo, mas por outro faz com que a paciente se esqueça que está operada e comece a levantar os braços indevidamente.




Como são os curativos?


Os curativos são trocados uma vez por dia. Na 1ª semana se usa uma pomada antibiótica, cobrindo com gazes. Após o 1º retorno, a pomada e as gazes são substituídos por uma fita microporada que é colada diretamente na cicatriz e é trocada somente uma vez por semana. A cinta modeladora é importante e é usada durante 60 dias, retirando-se apenas para tomar banho.




Com quanto tempo posso tomar sol?


Tomar Sol mesmo somente após 90 dias se não tiver mais manchas na pele. Mesmo após os 90 dias, usar protetor solar quando for tomar sol, repassando de hora em hora.




Quanto tempo terei que ficar de repouso?


O ideal é que fique em casa por 2 semanas, saindo somente para os retornos no consultório. Dentro de casa, deve se manter ativa, caminhando sempre. Após 2 semanas, pode sair de casa e dependendo de sua atividade pode até voltar a trabalhar, lembrando que não vai poder dirigir carro, nem moto e pegar peso com os braços.




Quais são as principais complicações?


As compliação mais comuns são o hematoma e o seromas recorrente. O hematoma, se for muito grande, pode exigir drenagem na sala de cirurgia, mas essa situação é muito rara. Geralmente são pequenos ou moderados, sendo absorvidos gradualmente. Os seromas são líquidos que se acumulam entre a musculatura e a pele e precisam ser drenados nos retornos no consultório para que não atrapalhem a boa aderência da pele e a cicatrização. São mais comuns em pacientes que fazem grandes lipoaspirações. Cicatrizes hipertróficas e quelóides são situações indesejadas, elas podem aparecer e dependem muito da cicatrização do próprio paciente. A necrose de aréola parcial ou total é outra complicação que pode aparecer, principalmente quando há muita flacidez. Durante o exame físico, podemos estimar a probabilidade dessa intercorrência e isso SEMPRE é avisado ao paciente durante a consulta. Alterações de sensibilidade da aréola são comuns, a mais comum é diminuição da sensibilidade que pode ser transitória ou até mesmo permanente. A trombose venosa é uma intercorrência temida e para evitá-la recomendamos que o paciente tome bastante líquido, se movimente a cada 30 minutos e mantenha as pernas elevadas quando sentado. Além disso, outros cuidados como usar meia elástica, evitar associações de cirurgias que durem mais do que 5 a 6 horas e o uso de meias pneumáticas durante a cirurgia e no quarto ajudam a afastar essa complicação.




Fica muito inchado após a cirurgia?


O edema geralemente é moderado, é mais intenso nos pacientes com ginecomastias maiores onde são feitas grandes lipoaspirações. Em geral com 1 a 2 meses de cirurgia quase todo o edema já saiu.




Quanto verei o resultado final e dura quanto tempo?


Após 6 meses. Ao longo dos 6 meses após a cirurgia o edema vai saindo gradualmente e a pele vai retraindo, aderindo na musculatura. É sempre importante frisar que perda de peso acima de 5kg são extremamente prejudiciais ao resultado, pois o peito pode desenvolver flacidez e ficar sobrando alguma pele.




Quando poderei retornar às atividades físicas?


Com 30 dias, já pode fazer exercícios como caminhada e musculação, mas sem abrir demais ou pegar muito peso com os braços. É comum sentir fisgadas ou dores pontuais nas mamas após início dos exercícios e as atividades habituais do cotidiano. Com o tempo, elas vão se tornando menos frequentes até sumirem.




Nessa cirurgia tem pontos? Precisam ser retirados?


Sim, tem alguns poucos pontos. São retirados entre 7 a 14 dias.




Posso tomar banho quente?


O ideal é tomar banho com água morna ou fria. Água muito quente pode aumentar o sangramento, causando hematomas e edema.




Qual é a importância da drenagem linfática?


A partir do 2º dia de pós-operatório já pode iniciar a drenagem linfática, ela ajuda na lilberação dos linfonodos axilares, fazendo com que o edema saia mais rápido e evita a formação de fibroses.




Estou muito acima do peso. Posso operar mesmo assim?


Pode sim operar, não é obrigado estar no peso ideal. Temos consciência que há pessoas que se sentem melhor com seu corpo quando estão acima do peso. Mas sempre deixamos claro antes da cirurgia, qualquer perda de peso de 4 a 5 kg após a cirurgia, vai fazer com que as mamas caiam um pouco e prejudique o resultado final.




Meu peito é diferente um do outro. Eles vão ficar idênticos?


Existem casos onde o tamanho ou o formato é diferente de uma lado para o outro. Fazemos a cirurgia buscando simetrizá-los ao máximo, mas deixá-los absolutamente idênticos é muito difícil. Tentamos até a exaustão, mas nunca garantimos um resultado 100% simétrico, pode haver leves diferenças entre os lados, mas nada que seja muito perceptível.




Poderei mexer os braços normalmente?


Essa cirurgia restringe bastante a movimentação dos braços, causando uma certa dependência do paciente. Os braços devem ficar junto ao copo durante 15 dias, podendo levantar um pouco apenas para tomar banho, enxugar, usar desodorante. Nesses 15 dias portanto, não pode : 1. Dirigir carro 2. Pentear ou lavar os cabelos sozinha 3. Pegar bebê no colo em pé 4. Vestir roupas que necessitem levantar os braços Enfim, nada que levante os braços. Com 15 dias, já pode levantar os braços na altura dos ombros e com 30 dias os movimentos estão liberados.





Contato

Av. Eduardo McLain, 440, Salas 801/802, Juazeiro do Norte - Ceará

(88) 3571-1521 / 98828-2444

© 2020 Corporalis - Todos os direitos reservados.