Lipoaspiração: as diferenças entre os principais tipos.

A lipo é a cirurgia mais realizada no Brasil, mas os diferentes nomes ainda causam confusão.

Já há muito anos o Brasil figura nas duas primeiras colocações dos países que mais realizam cirurgias plásticas, alternando sempre com os Estados Unidos. Somos referência mundial na especialidade e há anos a lipoaspiração e prótese mamária são as cirurgias mais realizadas.


Por ser um país tropical e com maior exposição e culto ao corpo e boa forma, pessoas de todos os gêneros e idades recorrem à lipoaspiração para remover as gordurinhas localizadas, que insistem em não sair mesmo após dietas rigorosas e empenho na academia.


Quando procuram por um excelente profissional para realizar a cirurgia, se deparam nas redes sociais e em sites de pesquisa com nomes e definições diferentes para a lipoaspiração. A internet proporciona acesso a muitas informações, só que em certos momentos, esse excesso de informações confunde o público leigo.


Com o intuito de facilitar essa compreensão e funcionar como um guia sucinto, irei listar os principais termos que envolvem a lipoaspiração e explicar seus pontos principais.



LIPOASPIRAÇÃO TRADICIONAL


A 1a lipoaspiração bem sucedida foi realizada no Hospital dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (onde fiz residência médica em cirurgia plástica) em 1980 pelo cirurgião francês Yves Gerard Illouz. Essa é a técnica padrão, onde se injeta uma solução feita basicamente de soro fisiológico com adrenalina, para facilitar a entrada da cânula e diminuir o sangramento. Com essa cânula acoplada a uma mangueira que faz sucção, a gordura é aspirada. Pronto! É só isso!


Quando se injeta essa solução, chamamos de técnica tumescente, que é usada hoje em dia por praticamente 100% dos cirurgiões. Mas houve uma época quando não se injetava nada, chamando-se de técnica seca, que apresentava mais inchaço e sangramento no pós-operatório.


LIPOESCULTURA


Dá-se o nome de lipoescultura ao aproveitamento da gordura aspirada em outras regiões do corpo. Essa gordura passa por um processo de lavagem e decantação para que sejam removidos os elementos sanguíneos e então é injetada. É usada para melhorar o contorno do bumbum, coxas, pequenos defeitos nas mamas e cicatrizes profundas.


HIDROLIPO, LIPOLIGHT E MINILIPO


Todos os termos acima se referem a uma lipoaspiração. Por finalidade de marketing esses nomes foram concebidos para que parecessem um procedimento de menor porte, de menor risco, feito no consultório com anestesia local. Maaassss, muito pelo contrário, por se tratarem basicamente de lipoaspiração, é uma cirurgia e está sujeita as mesmas complicações e como geralemente são feitas fora do ambiente hospitalar, oferecem um risco imenso à integridade do paciente.


Lipoaspiração deve ser feita no hospital, com assistência de um anestesista, para que qualquer complicação que apareça, e estamos sujeitos a isso por maiores que sejam os cuidados, sejam o mais prontamente tratadas.


VIBROLIPOASPIRAÇÃO




A Vibrolipo é um método mais difundido. É uma lipoaspiração normal, só que realizada com uma cânula que possui um motor e ela faz movimentos circulares e de vai-e-vem. Esses movimentos são muito curtos e rápidos, fazendo com que a cânula pareça estar vibrando. Possui ótimos resultados, assim como a lipo tradicional. Alguns estudos apontam menor dor pós-operatória e menor sangramento. A desvantagem é o custo mais alto por causa do aparelho. Esses movimentos da cãnula visam tornar o procedimento menos cansativo para o cirurgião já que a gordura sofre microtraumas pelo movimento da cânula.


A desvantagem é que a gordura por sofrer alta destruição e liquefação não serve para fazer lipoenxertia e mesmo que seja feito, a taxa de absorção é altíssima.


LIPOLASER


Aqui, utiliza-se uma ponteira laser que é passada dentro da gordura do paciente como se fosse uma cânula de lipo, mas sem aspirar. Esse laser destrói a gordura. Em seguida é usada uma cânula normal e se faz uma lipoaspiração tradicional.


É um método pouco usual, particularmente não conheço ninguém que faça. Existe o risco de queimaduras pelo laser e o custo é muito alto do equipamento. Assim como na vibrolipo, a gordura não serve para lipoenxertia.


LIPOASPIRAÇÃO ULTRASSÔNICA





Essa variação é muito semelhante à lipolaser no que tange as vantagens e desvantagens, a diferença é que ao invés de ser uma ponteira laser, é uma ponteira que emite ultrassom. Ela promete diminuir sangramento, edema e estimular o colágeno ajudando no combate à flacidez. A marca do aparelho mais conhecida é o Vaserlipo.


LIPO HD (High Definition), LIPO DE ALTA DEFINIÇÃO, LIPO 4D


Todos esses nomes se referem a mesma técnica. Inicialmente é feita uma lipoaspiração tradicional comum. Na finalização o cirurgião faz sulcos nas divisões dos músculos com a intenção de evidenciar mais essas divisões e dar ao abdome um aspecto "sarado".


A ideia é válida mas deve ser feita apenas em pacientes selecionados, com musculatura abdominal já trabalhada, para melhorar ainda mais esses contornos.


O problema, como sempre, é a extrapolação das indicações dessa técnica. Fazer isso em quem nunca malhou e não tem musculatura desenvolvida. O que acontece é que tentam "desenhar" as divisões musculares na gordura, simulando uma musculatura trabalhada quando não há, originando resultados de gosto duvidoso.


Pesquisem no Google por lipo HD antes e depois, vejam as fotos que aparecem e tirem suas próprias conclusões!



Essas são as técnicas, que apresentam variações entre si basicamente pela aplicação de tecnologias diferentes, sendo no fim das contas muito semelhantes. Esperam que tenha ajudado a clarear um pouco a mente. Até a próxima!


152 visualizações

Contato

Av. Eduardo McLain, 440, Salas 801/802, Juazeiro do Norte - Ceará

(88) 3571-1521 / 98828-2444

© 2020 Corporalis - Todos os direitos reservados.